Resenhas26 de Abril de 2018

Não me esqueças, de Babi A. Sette

Post por

Não me Esqueças foi minha primeira experiência com e escrita da Babi A. Sette. Primeiro livros da autora a ser publicado pela editora Verus. O romance de época é narrado em terceira pessoa. E nele conhecemos a história de Elizabeth e Gareth, em uma releitura de “A Bela e a Fera”.

Sendo filha de um duque, Elizabeth Harold, com seus quinze anos, deveria ter seus pensamentos com aulas de música, etiqueta e em como se tornar uma boa esposa como a maioria das jovens que vivem na Londres do século XIX.

Porém, em vez de se preocupar com futilidades, dedica-se ao estudo da cultura celta. Seu interesse é tão grande que a persegue até em seus sonhos. Em um de seus sonhos mais frequentes ela persegue um lobo em uma floresta, que acredita ficar nas Highlands escocesas, mas jamais o alcança.

Apesar de todo o seu interesse estar voltado ao estudo, Lizzie ainda precisa participar dos falados bailes em Londres. Durante sua estreia na sociedade londrina encontrou alguém que pensou ser o homem certo para ela. Entretanto, sofreu com a decepção amorosa. O coração da jovem agora só palpitava por sua grande e real paixão: os estudos sobre o povo e a cultura celtas.

“Ela se apaixonara pela cultura celta havia seis anos e descobrira nas tradições daquele povo uma maneira mais simples de apreciar a vida.”

Elizabeth, agora possui vinte e um anos. E diferente da maioria das jovens de sua idade, Lizzie não está empenhada em fisgar um noivo e se casar.

Quando chega a oportunidade de visitar as terras que tanto ansiava conhecer, Lizzie embarca em uma aventura que não chega aos pés da sua imaginação.

Ali, ela conhecerá Gareth McGlean, o enigmático líder do clã que vive no local mais remoto e bucólico da Escócia. Envolto em uma aura de mistério, ele luta para manter suas tradições, seus segredos e, principalmente, seu povo em segurança.

O austero Gareth tem a vida toda sob controle e resiste a mudanças. Enquanto Lizzie está muito entusiasmada com suas explorações e descobertas.

Porém a vida de ambos é alterada de maneira implacável quando uma fatalidade transforma a tão sonhada aventura de Lizzie em pesadelo.

Elizabeth possui aquela clássica característica de mocinha além do seu tempo. Ela é curiosa e questionadora. Ao mesmo tempo é sonhadora e aventureira. Seu próprio irmão a chamava de lobo por conta de seu amor pela cultura e seus sonhos.

Vindos de mundos tão diferentes, mas unidos por uma atração irresistível, Lizzie e Gareth vivem uma paixão proibida e desafiadora.

“Selvagens são os nossos costumes de obrigar as mulheres a desfilarem para aquela corja de senhores, como ovelhas a serem escolhidas para o abate. Selvagem é nos vender para o lorde mais rico e desprezível da temporada.”

Como amante de romances de época, sempre que escuto de um novo livro, ou um novo autor, sinto florir a curiosidade sobre sua história. Então quando vi um romance de época que se passaria na escócia e que também era uma releitura de “A Bela e a Fera”, fiquei ainda mais curiosa sobre a história.

Elizabeth Harold é uma personagem maravilhosa. Admiro o seu interesse da personagem por uma cultura bem diferente de seu mundo. É uma figura com coragem em encarar o amor, inteligente e carismática.

Uma protagonista maravilhosa para uma história encantadora. Uma capa muito linda. Uma historia interessante, rodeada de cultura celta e com um toque de conto de fadas.

“É mais fácil projetar nossos medos, nossas dores, nossas carências nos outros do que admitir que tudo isso está dentro de nós… Mas em algum momento somos obrigados a olhar para dentro e a curar nossas feridas, por mais assustador que pareça. E nesse processo de cura, o outro se torna um espelho. Por isso é tão difícil e tão precioso se relacionar.” 

Uma observação para os interessados: A protagonista, Lizzie, é filha da protagonista de outro livro da autora, “A Promessa da Rosa”. Os livros podem ser lidos como livros únicos, mas acho interessante saber sobre isso.

Publicação: Editora Verus
ISBN: 9788576866176 | SKOOB
Gênero: Romance de Época
Páginas: 350

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *