Resenhas

Mar da Tranquilidade, de Katja Millay

30 de novembro de 2017

Mar da Tranquilidade é o primeiro livro publicado da autora Katja Millay, foi lançado pela editora Arqueiro em 2014 e é um dos meus livros mais amados. O livro, que é narrado em primeira pessoa por dois personagens, conta a história de Nastya e Josh.

Nastya Kashnikov (lê-se Nás-ti-a) é uma menina cheia de segredos. Ela foi privada daquilo que mais amava e perdeu a própria identidade. Agora dois anos após um fatídico incidente, ela se muda para outra cidade para viver com a irmã mais nova de sua mãe, de forma que possa manter seu passado em segredo. Enquanto cursa o seu último ano na escola comunitária de MillCreck, procura afastar qualquer pessoa e atenção sobre sua vida. Porém, Nastya conhece Josh, um garoto quase tão antissocial quanto ela.

Josh Bennett é uma pessoa curiosa, na perspectiva de Nastya. As pessoas tendem a não se aproximar dele como se estivesse cercado por um campo de força. A história de Josh é conhecida por todos ao seu redor. Com seus 17 anos de idade, sua vida é sinônimo para morte, pois todas as pessoas que amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. O que faz com que as pessoas o deixem em paz. Ou pelo menos quase todas.

 “Pessoas que nunca passaram por merda nenhuma sempre acham que sabem como você deve reagir ao fato de sua vida ter sido destruída. E aquelas que passaram por situações complicadas acreditam que você deveria lidar com as dificuldades do mesmo jeito que elas. Como se existisse um roteiro preestabelecido para sobreviver ao inferno.”

Mar da tranquilidade entrou na minha vida por indicação de uma amiga. Ela o havia listado como presente no amigo secreto. No começo eu não sabia nada sobre ele, mas ela amava e eu gostava muito da capa então acabei por escolher dá-lo de presente a ela. Faz mais de dois anos desde que o li pela primeira vez e continua sendo umas das minhas leituras favoritas.

Nastya é o tipo de personagem com muitas camadas. O que se vê por fora é apenas uma fachada para fugir de ter que lidar com algumas pessoas, e com algumas perguntas. Ela é uma garota que gosta de colecionar nomes, comer doces e correr. E embora Josh, que passa grande parte do seu tempo livre fazendo móveis de madeira, e ela não façam o tipo de conjunto que possa fazer sentido para todo mundo, os dois acabam criando uma rotina e uma amizade encantadora.

“-Sorvete? – sugere, dando a impressão de que precisa disso mais do que eu. Sorrio de volta, pois, mesmo às dez e meia da manhã, só há uma resposta a essa pergunta.”

A história de Nastya e Josh não é um simples romance. O livro tem certa leveza, mas contem uma história realista e madura. Uma trama intensa, sensível, repleta de luto e perda. A forma como a escritora tratou de desenvolver todo o livro o transformou em uma leitura tranquila apesar de tudo. A autora não poupou fôlego para desenvolver os personagens. Construiu-os com calma, sem apressar ou forçar a situação.

O que mais gosto no livro são esses pequenos detalhes. Os detalhes que tornam uma leitura que poderia ser incrivelmente pesada em tentadora. O cuidado com lidar com certos assuntos mais tranquilamente. E o fato de que apesar de ter lido pelo menos umas três vezes só na minha última leitura é que fui perceber uma referência à FRIENDS.

Divertido, cativante e forte. Uma leitura com fortes emoções. Boa leitura!

 

Publicação: Editora Arqueiro
ISBN: 9788580413250 | SKOOB
Gênero: YA, Ficção, Romance
Páginas: 365

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *