Resenhas

O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman

25 de julho de 2014

DSCN0413

Esse foi o primeiro livro que li do Neil Gaiman e eu não posso dizer que não fui avisada: me apaixonei! O Oceano no Fim do Caminho, publicado pela Editora Intrínseca em 2013, transporta o leitor para um mundo em que tudo é incrivelmente fantasioso e possível: a infância.

Enredo e Personagens

A história começa de trás pra frente, nosso protagonista – já na fase adulta – está voltando de um funeral e para espairecer um pouco a mente, ele resolve dar uma volta de carro e seguir por um outro caminho, um caminho que na verdade ele conhecia bem. Ele está nos arredores de onde passou a maior parte da infância (em Sussex, Inglaterra) e acaba indo parar no final da rua, na fazenda Hempstock, onde morava a única amiga que ele teve na infância: Lettie Hempstock. Ele então é recebido pela mãe da antiga amiga e em meio às suas memórias de infância ele busca rever o lago, atrás da fazenda, que um dia ela o havia convencido de ser um Oceano.

“As memórias de infância às vezes são encobertas e obscurecidas pelo que vem depois, como brinquedos antigos esquecidos no fundo do armário abarrotado de um adulto, mas nunca se perdem por completo”. (pág. 14)

A partir deste momento, o protagonista começa a refletir e se lembrar de memórias há muito esquecidas, lembranças de quarenta anos atrás, quando ele era apenas um garotinho de 7 anos de idade, introspectivo e solitário, que buscava consolo e abrigo na companhia de livros, histórias fantasiosas de outros mundos, um escape da realidade que o rodeava. Tudo começa a ruir quando, em uma fase de dificuldades financeiras, seus pais resolvem alugar seu quarto para um estranho, o minerador de opala, e este acaba se suicidando no carro dos pais algum tempo depois. É neste momento que o garotinho encontra um refúgio seguro na fazenda Hempstock e principalmente na neta da família, Lettie Hempstock, que rapidamente se torna sua melhor amiga e protetora.

DSCN0420

“Vou dizer uma coisa importante pra você. Os adultos também não se parecem com adultos por dentro. Por fora, são grandes e desatenciosos e sempre sabem o que estão fazendo. Por dentro, eles se parecem com o que sempre foram. Com o que eram quando tinham a sua idade. A verdade é que não existem adultos. Nenhum, no mundo inteirinho.” (pág. 130)

Toda a história é narrada pelo próprio protagonista através de suas memórias e lembranças, assim como sua visão de mundo naquela época. Na percepção do garotinho, coisas misteriosas e extraordinárias acontecem nos arredores da fazenda Hempstock e, ele e sua família estão correndo grande perigo, em especial pela chegada de um ser maligno chamado Ursula Monkton, que foi contratada pelos pais do menino para cuidar dele e da irmã quando sua mãe consegue um novo emprego. O garoto e Lettie então lutam durante todo o livro para escapar das garras de Ursula e tentar derrota-la, o que parece uma tarefa quase impossível considerando que todos parecem estar cegos de amores pela nova governanta, até mesmo – e especialmente – seu pai e sua irmã estavam encantados pela jovem e bela inquilina.

DSCN0421

Minhas Impressões

O livro é um literalmente um “mergulho” em memórias e lembranças infantis, onde a linha tênue entre a realidade e fantasia se chocam e não sabemos ao certo onde uma coisa começa e a outra termina. A mente de um menininho de 7 anos, tímido, solitário e apaixonado por livros, é um verdadeiro mar aberto – ou melhor dizendo, um Oceano – sem limites para a criatividade, onde tudo pode acontecer. E de fato acontece. A história nos parece tão verdadeira que chegamos a temer pelo menininho e torcer para que a vilã seja derrotada ao final do livro.

Nas páginas dessa história encantadora sobre amizade e lealdade, vamos nos aproximando aos poucos do protagonista e entendendo as raízes dos seus medos e inseguranças, pois nenhuma fantasia ou ilusão é construída do nada, há sempre algo por trás, uma motivação. Esse é o primeiro livro que leio do Gaiman e fiquei completamente apaixonada por sua escrita, por como ele conseguiu me transportar para dentro da mente e das fantasias de seu protagonista, e de como eu me apeguei a ele durante essas 206 páginas. Tem muitas pontas soltas nesse livro, eu sei, mas eu o apreciei por completo, sem precisar de mais delongas – no entanto apreciaria muito se tivesse mais algumas páginas, hehe. Recomendo muito a leitura de O Oceano no Fim do Caminho, deixem-se levar e viajar para suas próprias memórias infantis e recordar-se de como era sua percepção de mundo quando sua mente ainda não tinha limitações.

“Fui para outro lugar em minha cabeça, para dentro de um livro. Era para onde eu ia sempre que a vida real ficava muito difícil ou muito inflexível”. (pág. 72)

DSCN0425

DSCN0417O livro foi gentilmente cedido ao blog através da parceria com a editora.

parceriaintrinseca

Editora: Editora Intrínseca
ISBN: 9788580573688
Gênero: Fantasia / Young Adult
Páginas: 208
Adicione: Skoob
Minha avaliação: ★★★★★

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Fernando fevereiro 12, 2015

    Bom livro do Neil Gaiman, mas na minha reles opinião, não supera o “Deuses Americanos”, em Neil Gaiman traz para o ambiente urbano moderno os antigos deuses da mitologia.

  • Talita agosto 25, 2014

    Só esperando pelo momento em que vou tomar vergonha na cara e ler esse livro logo hahahaha
    Ai, Ju! Esse livro tá na minha lista de compra a algum tempo, uma amiga me falou bem do autor e tive curiosidade sobre essa leitura. E quando vi a resenha desse logo pensei “vai ser esse”. E então comprei… maaaaaaaas… sabe como é. É muito livro e a fila anda enorme e acabo passando alguns na frente (em caso de séries quando consigo o próximo livro). Como comprei esse ano, ainda me permito enrolar 😉
    Mas chega de enrola, isso mesmo. Depois de mais uma resenha tão positiva (e uma resenha do NL é <3) eu PRECISO LER ESSE LIVRO ATÉ PELO MENOS O FIM DO ANO. E tenho dito. Agora só falta fazer. haha
    Beijoooooos

  • Flávia Nascimento agosto 20, 2014

    O Neil é realmente brilhante. O primeiro livro que li dele foi Lugar Nenhum, e como você me apaixonei pela escrita que ele faz.Recomendo extremamente a leitura. A capa de O oceano no fim do caminho já nos dá um ar de como será a história algo com pensamentos profundos e um mergulho no imaginário( o que é de praxe com Neil Gaiman) ainda não o li, mas depois da rezenha me convenci de que tenho que ler o mais rápido possível.
    Lindo blog,
    Beijos, até mais.

    • Juliana agosto 22, 2014

      Pois é, também estou louca para ler outras coisas dele! 🙂
      A capa é lindíssima mesmo e muito instigante.
      Boa sorte no sorteio!

      Beijão.

  • Lola agosto 16, 2014

    Ju e suas resenhas que me fazem ter vontade de escrever pro Papai Noel e pedir todos os livros que aparecem aqui de presente de Natal <3
    Mas como insistem em dizer que ele não existe, vou colocar esse na lista e pedir pra minha mãe 😀
    O que dizer da tua resenha? Basicamente que elevou minha curiosidade pro nível extremo.
    Estou de olho nesse livro há um bom tempo, e também nunca li nada do Gaiman, ouço tantas pessoas falarem dele, preciso ler para tirar minhas conclusões.
    Parabéns mais uma vez pela resenha incrível 😀

    Beijoux ;*
    @pirulitolimao | http://agarotadalivrariia.blogspot.com.br/

  • Daniela Farias agosto 12, 2014

    Estou louca para ler Gaiman! Minha próxima leitura vai ser Coraline. 🙂
    Desejando esse livro loucamente!
    Beijocas Ju! <3

  • Ana Paula Santos agosto 5, 2014

    Li esse livros a alguns meses, é um dos meus livros favoritos do ano, e simplesmente me apaixonei por Neil Gaiman.

  • Mareska agosto 4, 2014

    Um dos meus livros preferidos <3 acho que até agora não li nada do Neil Gaiman que não fosse incrível!

  • Thamires Oliveira agosto 4, 2014

    Aahh esse livro ♥
    Ele é lindo em todos os quesitos!!

    Beijos

  • Renata agosto 3, 2014

    Ju,
    confesso que dessa vez não li sua resenha, sei que vc costuma não dar spoiler, mas me encantei já de cara por esse livro pela capa e título, estou só esperando meu chegar.
    E aí, conseguiu comprar o caderno de receitas?
    bjs

  • Elizabeth Borges julho 30, 2014

    Você te o dom de me deixar com água na boca! Quero muito ler esse livro agr!!

    • Juliana julho 30, 2014

      Huehuehuehe 😛
      Leia e me conte! Esse livro é sensacional e muito instigante!

  • Natan Ribeiro julho 29, 2014

    Resenha brilhante, varias vezes tive oportunidades de compra “O oceano no fim do caminho”, porém li varias resenhas negativas, então nunca realmente fiquei com vontade de comprar, mas sua resenha foi tão boa que eu pensei: Why not?

    umleitornovato.blogspot.com

    • Juliana julho 30, 2014

      Ei Natan! Que legal ler isso, fico muito feliz!
      Conheço várias pessoas que também amaram o livro, você não vai se arrepender! 🙂

  • Arivane julho 27, 2014

    Ai,meu Deus!
    Toda vez que leio uma resenha sua,mais um livro entra na minha “Wishlist”.
    Assim não vou aguentar…rsrs…

    *Amo muito tudo isso!

    Bjim…

    • Juliana julho 30, 2014

      Hahahahaha que bom saber disso! 😛
      Fico feliz! Mas vá com calma, leia um de cada vez e vai dar tudo certo! hehe

      Beijos!

      • Arivane agosto 5, 2014

        Ok!Pode deixar…rsrs…

  • Ana Fidelis julho 25, 2014

    Oi Ju.

    Nossa me deu uma vontade de ler esse livro depois da sua resenha. Já tinha ouvido falar, vi algumas pessoas que não gostaram, mas você me deixou instigada para ler, fiquei realmente curiosa.

    Beijos <3

    • Juliana julho 25, 2014

      Oi Ana!
      É um livro de “ame ou odeie” e geralmente – pelo que eu tenho visto – as pessoas odeiam porque não entendem ou esperam mais “explicações” baseadas em fatos reais, e o livro não é exatamente sobre isso, sobre fatos reais, muito pelo contrário… Eu amei! Sei que parece um pouco confuso contando assim, mas só lendo mais pra saber mesmo, hehe. 🙂

      Beijão.

  • Gabriella julho 25, 2014

    Uma resenha simplesmente incrível, estou morrendo de vontade de ler

    • Juliana julho 25, 2014

      Oi Gabriella! Que bom que gostou! Esse livro é incrível. ♥

  • Raquel Moritz julho 25, 2014

    JUJUBA ♥

    Fico tão feliz em saber que você gostou do livro! De verdade verdadeira, viu? Eu me apaixonei também, você sabe, e algumas pessoas que o leram pela minha indicação ficavam no “mas o que tá acontecendo? não sei se gosto. que estranho, não é o que eu esperava. mas é verdade? mas é mentira? esperava mais. que fim é aquele??????”. Mas é fato que o Gaiman escreve como poucos. Gosto demais de como ele é objetivo, ele não enrola, e faz você mergulhar no oceano de memórias que é esse livro.

    Muita coisa biográfica tá ali, sabe, mas não vamos nos ater a isso. A forma como o garotinho foi trabalhado é suficiente pra mexer com a gente.

    E convenhamos, tem frases lindas, né? “Vivia nos livros mais que em qualquer outro lugar”. Essa é a minha próxima tatuagem, aliás, não conta pra ninguém, hahaha.

    BEIJÃO <3

    • Juliana julho 25, 2014

      RAQUEL ♥
      Sabia que você ia ler essa resenha e dizer isso! Adorei o livro e já estou com saudades do menininho e da Lettie, poxa! O tempo todo eu fiquei pensando que não escrevi uma resenha à altura do livro, porque tem taaaanta coisa, inclusive essa parte autobiográfica da história, para mencionar! Queria ter tirado mais (e melhores) fotos, ter colocado mais citações, porque REALMENTE tem MUITAS lindas! Mas como você sabe, estou a mil por hora com o casamento (semana que veeeeeem!) e não pude demorar muito no processo da resenha, nem sei como eu ainda tô conseguindo levar o blog nessa época, sério, nem sei como!

      Sobre a tattoo, pera lá! Vamos ter que fazer juntas então né? hahaha também achei essa frase super tatuável, hehe. ♥
      Beijo grande!