Resenhas

A Noite dos Mortos Vivos, de John Russo

15 de abril de 2014

IMG_0600

A Noite dos Mortos Vivos (e A Volta dos Mortos Vivos) por John Russo e George Romero foi escrito em 1968 e é mais um clássico de terror desenterrado e publicado na íntegra pela DarkSide Books † em 2014.

A Noite dos Mortos Vivos

Romance inspirado no filme de 1968, esta obra reuniu os elementos primordiais do terror clássico de forma surpreendente, servindo de alicerce para o posterior conceito de zumbis assustadores e comedores de cérebro. A Noite dos Mortos Vivos é uma obra excepcional que traz temas polêmicos da sociedade como: vida e morte, ressurreição, canibalismo, apocalipse e comportamento humano frente ao caos.

IMG_0570

Por que a vida parece ao mesmo tempo tão feia, bonita, triste e importante quando estamos vivos, e tão banal quando chegamos ao fim?

São com reflexões como esta que John Russo e George Romero abrem A Noite dos Mortos Vivos, roteiro através do qual ambos receberam o título de “pais dos Zumbis”. O conceito de Zumbi apresentado neste livro serviu de base para posteriores filmes, seriados e games, tais como “The Walking Dead” e “Resident Evil”, alimentando a cultura pop dos Zumbis que conhecemos nos dias atuais.

Os personagens principais tem importante papel para a construção da trama, Barbara e seu irmão Johnny estão visitando o túmulo de seu pai no cemitério em um fim de tarde quando, em meio a brincadeiras, alguém surpreende e ataca Johnny ferozmente, deixando Barbara apavorada. Em luta por sua sobrevivência e em choque, Barbara foge e se abriga em uma casa do interior. Aos poucos alguns sobreviventes aparecem e vão se juntando a Barbara na casa, aonde lutam por sua sobrevivência em meio ao implacável ataque de criaturas mortas-vivas sedentas por sangue e carne humana. O ataque se manifesta de forma violenta e incontrolavel nas regiões mais afastadas e isoladas do interior, onde a ajuda demora mais a chegar e os Zumbis estão em maior número do que os habitantes.

Apesar de se tratar de ficção, o livro traz uma abordagem totalmente verossímil em se tratando do comportamento humano quando a sobrevivência está acima de qualquer coisa ou pessoa. Os capítulos são curtos e divididos entre as cenas com os sobreviventes tentando salvar suas vidas e os policiais que tentam resgatar os habitantes das pequenas cidades. O clima do livro é totalmente cinematográfico, trazendo todos os aspectos visuais apavorantes do filme e deixando o leitor ávido pelo desenrolar da história. As ilustrações tiradas do filme de 68 (que completou 45 anos em 2013) em conjunto com a diagramação perfeita das páginas, capa, contra-capa e orelhas, deixam a leitura ainda mais empolgante.

IMG_0585

A Volta dos Mortos Vivos

Este segundo romance é a sequência do primeiro, é inédito e não teve adaptação cinematográfica portanto… Yay! É mais uma história sobre os comedores de cérebro para seus insaciáveis fãs!

IMG_0573

Alguns anos se passaram após o primeiro ataque dos mortos-vivos e a maioria das pessoas está levando suas vidas, tentando esquecer que um dia aquele pesadelo aconteceu. Enquanto outras, como os religiosos, ainda pregam estacas nos cérebros dos mortos a fins de garantir que eles encontrem a paz celestial – e não retornem a vida.

Após um acidente de ônibus sem sobreviventes, os mortos começam a ressuscitar no necrotério sedentos por carne humana. E novamente sem explicação ou lógica, as cidades começam a se infestar de mortos-vivos e se estabelece o caos. Nesta sequência, o perigo não está somente nas malignas criaturas comedoras de carne humana, mas também nos próprios seres humanos à solta, são saqueadores, assassinos e estupradores à solta fazendo a festa em uma terra sem leis, onde toda a força policial está concentrada em deter a ameaça Zumbi. Portanto os sobreviventes precisam correr, se esconder ou fugir, desconfiando a todo momento de quem está ao seu redor.

O livro retrata perfeitamente uma civilização desordenada e desesperada para salvar sua pele, onde não existem mocinhos para resgatar os fracos, ou quando existem, nem sempre eles chegam a tempo. É cada um por si e salve-se quem puder. De onde vieram os Zumbis? Eles voltarão? Não houve tempo suficiente para descobrir, apenas fugir ou combater a praga até dizima-la.

IMG_0575

IMG_0582

Minhas impressões

Este livro é um brinde ao terror clássico! O que temos em mãos é o berço da cultura pop Zumbi, de onde nasceram todos os conceitos básicos dos apavorantes mortos-vivos. Certas regras como “atirar na cabeça” do Zumbi para matá-lo ou sua preferência por comer cérebro, emergiram do universo que Russo e Romero criaram.

O volume traz ainda uma introdução, onde conhecemos nas palavras do próprio Russo, como foi o processo de criação do roteiro de A Noite dos Mortos Vivos, nos introduzindo ao contexto cinematográfico dos anos 60. Isso, em conjunto com a diagramação excepcional da DarkSide Books só faz complementar uma história que já é fantástica, enriquecendo o contato do leitor com a obra.

Os capítulos são curtos e objetivos dando maior ênfase aos momentos de suspense e terror, assim como ao caráter psicológico de seus personagens, tornando a leitura muito fluída e agradável. É um livro fácil e rápido de ser lido, pode ser lido em uma tacada só em uma madrugada fria e solitária de insônia (mas não recomendo! rs). Este livro é uma jóia rara de seu gênero, recomendo altamente à todos os cinéfilos e aos amantes do terror. Leitura obrigatória aos fãs de The Walking Dead & co.

IMG_0612

Assista ao filme: Night Of The Living Dead (1968)

divisor-darkside-verde

Assista a vídeo resenha

parceriadark
Editora: DarkSide Books †
ISBN: 9788566636215
Gênero: Terror
Páginas: 320
Adicione: Skoob
Minha avaliação: ★★★★★
Encontre a DarkSide Books † em: site | facebook | twitter

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Priscilla janeiro 18, 2017

    Eu acho esse livro um das edições mais caprichadas da Darkside! Sou amante dos filmes de terror clássico, e mesmo que filmes de Zumbi não fossem meus favoritos, esse de 1968 não tem como não gostar.
    E parabéns pela resenha Ju, fiquei muito mais interessada pelo livro depois de lê-la ! E suas fotos são um arraso!

    Beijos!

  • […] cérebro, para os admiradores (e viciados) de The Walking Dead, e tantas outras séries e filmes. Tem uma resenha escrita super completa aqui no blog e tem também […]

  • Ricardo Sousa junho 26, 2014

    Gostei muito da resenha… Sou fã da trilogia de Romero e agora estou lendo essa obra prima que é obrigatória a todos os fãs do gênero.
    http://cerebroinfernal.blogspot.com.br/

    • Juliana julho 8, 2014

      Oi Ricardo! Vi seu recado na fanpage do blog e aqui, obrigada pela atenção. Li sua resenha e também está fabulosa, pegou todos os detalhes deste livro incrível de Romero. Parabéns pela sua resenha também, está ótima! 🙂

      Beijo grande.

  • […] É isso mesmo! Gostei tanto de A Noite dos Mortos Vivos da Darkside Books que saiu resenha em vídeo lá no canal! Espero que gostem! {Leia a resenha escrita desse livro aqui} […]

  • Raquel Moritz abril 24, 2014

    Querida Jujubs,

    Muitos livros retrataram esse momento de “desespero” do ser humano muito bem, e John Russo se juntou ao grupo de pessoas que conseguiram fazer isso sem ser ridículo. Tem gente que exagera, e apesar de eu particularmente não acreditar num apocalipse zumbi, sinto – assim como vc – que não é esse o tema do livro. O livro (principalmente o segundo, né?) foca muito nos sentimentos que os personagens tem.

    Fiquei particularmente horrorizada com o segundo romance. Talvez porque eu já tinha visto o filme e o primeiro, apesar de muito bom, não me espantou. Mas “A Volta dos Mortos-Vivos” foi um baque. Fiquei encantada pela habilidade de escrita do Russo, e enojada das coisas que os personagens fizeram. Que sociedade, hein?

    Bom, passei aqui para formalizar meus parabéns pela sua ótima resenha. Eu tinha comentado só lá no grupo, aiaiai de mim. Assim como a DarkSide tem muito carinho pelo acabamento dos livros e cuidado com as obras, você demonstra isso na estrutura das tuas resenhas e nas fotos espetaculares (acho que essas são as fotos mais bonitas que já vi no blog).

    Um beijo gigante pra você, moça. <3

    • Juliana abril 25, 2014

      Oi Pipoquinha! <3
      Partilho da mesma opinião que a sua, eles conseguiram passar a mensagem desejada sem ser "ridículo", sem extrapolar os limites. Também gostei muitos dos dois romances, mas o segundo foi meu favorito! Pelo fato de ficar a história nos sentimentos dos personagens, como você mesma disse, e nas suas atitudes diante do caos formado. Achei espetacular e também fiquei mais horrorizada com as cenas do segundo! Tanto no comportamento humano quanto nos ataques zumbis, minha nossa! haha. Enojada é pouco né? Dá vontade de entrar no livro e dar uma surra naquele pessoal, aff.

      Awn, tinha que elogiar assim bonitinho? Só pra eu ficar toda boba? HUAHUA Obrigada mesmo, sua opinião é super importante pro Nuvem, hihi. Fico feliz que goste das resenhas e das minhas fotos! Tento fazer algo à altura – sempre na medida do possível, claro – dos livros que leio, e especialmente à altura da Darkside, esses livros merecem, hehe. <3

      Beijão!

  • Catarina abril 17, 2014

    Oi Juliana 😀 Adorei sua resenha, não sabia desse livro. Muito legal isso de o livro ser sobre aquele terror antigo, sobre zumbis, como voce falou.
    Sempre gostei de ler coisas sobre criaturas sobrenaturais, por isso tenho certeza que vou gostar desse.
    Não sabia que essa história de atirar na cabeça dos zumbis vinham de Russo e Romero. Muito legal.
    Adorei o bonequinho que voce mostrou na foto, muito legal. hahaha
    Beijios

    • Juliana abril 18, 2014

      Ahhh que bom, obrigada! Fico feliz que tenha gostado 😀
      Pois é, é muito interessante, eu também não sabia dessas coisas haha.
      Obrigada pela visita, Catarina!
      Beijão!

  • Leonardo Cruz abril 17, 2014

    Ótima resenha, já estava com vontade de ler o livro, agora vou comprar com certeza. 🙂

    http://www.informaniak.com.br

    • Juliana abril 18, 2014

      Se você for ler depois quero saber o que achou! 🙂

  • Amanda abril 16, 2014

    Oi, Juh!

    Eu adoro a série The Walking Dead e costumo me interessar por histórias com os “clássicos zumbis”. Preciso ler esse livro que acabou por inspirar tantas outras histórias. Eu imagino quão interessantes devem ser as reflexões que surgem ao ler a história. Pois as pessoas passam por uma situação inimaginável. Digo porque lendo a sua resenha e através do que já vi em The Walking Dead, às vezes escolhas difíceis precisam ser tomadas. É uma luta pela sobrevivência. Às vezes pode ser até difícil manter a sanidade.

    Adorei seu post. E da pra ver quão linda é essa edição! Espero ter oportunidade de lê-lo.

    Beijos!
    Amanda,
    Lendo & Comentando
    🙂

    • Juliana abril 16, 2014

      Oi Amanda!
      Que comentário mais lindo! haha.
      Que bom que gostou da resenha, como fã de TWD você precisa mesmo ler esse livro! 😀
      Eu não acompanho a série mas já vi uns episódios aqui e ali, tenho vontade de acompanhar.
      Você me deixou com vontade de começar a assistir desde o primeiro hehe.
      Obrigada pela visita e comentário. <3
      Beijão.

      • Amanda abril 18, 2014

        Nossa, eu suuuuper apoio que você assista desde o início! \o/ rs. Uma das minhas séries favoritas, sem dúvida! 🙂

        • Juliana abril 21, 2014

          Eba! Vou assistir então! Depois eu faço um post aqui no blog contando o/

  • Thaís abril 16, 2014

    Quando fui à livraria e vi esse livro, fiquei encantada. Não sabia exatamente o que a DarkSide havia “feito” com a história e fiquei encantada.

    Amei a resenha, Ju! Arrasou! o/

    Um beijão! <3

    • Juliana abril 16, 2014

      Oi Tataaaaaaa!
      Ah ficou linda demais essa edição, eu também fiquei encantada!
      Obrigada! *-*
      Beijo grande! <3

  • Mariana abril 16, 2014

    Olha, eu tenho medinho de coisas de terror. Maaaaaaaaaaaas eu me arriscaria a ler esse.

    • Juliana abril 16, 2014

      HUAHUAHUAUA Deixa de ser boba, Mari! 😛
      Acho que você iria gostar, hehe.
      Beijos!

  • Marília abril 15, 2014

    Oi Ju,

    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaain, eu sou meio medrosa… Fiquei com medo das descrições cinematográficas dos livros. Será que dou conta?! Hum hum?!
    Mesmo com essa dúvida, adorei as resenhas! As fotos também estão muito show!

    Super beijo,

    Marília.

    • Juliana abril 16, 2014

      Hahahaha com certeza você dá conta!
      As cenas são excelentes e bem cinematográficas, mas mesmo assim não dão os “sustos” do filme não.
      Na minha opinião o foco é mais no suspense e na parte psicológica dos efeitos do caos nas pessoas.
      Tem muitas descrições bem visuais das cenas, mas nada de te fazer ter pesadelos não! Relaxa!
      É um excelente livro!

      Obrigaaaada! 😀
      Beijão <3

  • Renata abril 15, 2014

    kkkkkkkkkkk verdade, quem gosta de história de zumbi não pode deixar de ler esse livro! Capa linda!
    Me lembro que vi todos esses filmes cult muito antes de walking dead e cia aparecerem na parada e já curtia muito. Acho de uma simplicidade incrível mas carregado de dilemas sobre como a humanidade se comporta diante desse tipo de caos..agora quero muito esse livro!
    bjs

    • Juliana abril 15, 2014

      Nossa, então você iria amar esse livro! É muuuuito bom!
      Tem um SUPER suspense e cenas muito boas! 😀 😀
      Se for ler me conte depois o que achou!
      Beijão <3

  • Bruna abril 15, 2014

    Que bonequinho zumbi mais fofo! hahaha
    Resenha impecável, Ju! Estou louca pra ler esse livro; zumbis devem ser as minhas criaturas sobrenaturais favoritas. Pensando que tudo que conhecemos e adoramos hoje sobre os mortos vivos é baseado no trabalho de Russo e Romero, é realmente uma leitura obrigatória para os fãs 🙂

    Beijos! <3

    Bruna

    • Juliana abril 15, 2014

      HUAHUAHUA Ele é até fofinho! 😛
      Obrigada obrigada, Bru linda!
      Pois é, descobri muita coisa que eu não sabia sobre zumbis nesse livro.
      Muito bom ler algo “original” e que deu vida à quase tudo coisas que conhecemos hoje sobre o gênero/tema Zumbis.
      Beijão <3

  • Patricia abril 15, 2014

    Confesso que não sou nem um pouco chegada nesse gênero, mas a diagramação da editora realmente chamou a minha atenção.
    Não gosto de ler e nem ver filmes com zumbis, mas acho que seria uma boa investir nesse livro para conhecer melhor sobre o comportamento dos mortos vivos. rs
    Adorei a resenha!
    Beijos e boas leituras!

    • Juliana abril 15, 2014

      Oi Patricia!
      Realmente a qualidade da edição da DarkSide impressiona muita gente! Eles encontraram a fórmula mágica! 😛
      Também não sou 100% fã do gênero, mas estou começando a gostar cada dia mais!
      Obrigaaada! Beijos.

  • Aninha Salli abril 15, 2014

    Amiga,

    Vou confessar que adoreiiii a resenha, e sim, fiquei morrendo de vontade ler, principalmente porque no passado cheguei a ver o filme, mas, como você sabe, não sou fã de “terror” e é bem capaz de passar noites em claro se ler esse livro, kkkkkk ‘ . Sou fraquinha mesmo, rs .

    A resenha ficou ótima, as fotos ficaram lindas, e como sempre seu objetivo se cumprui, porque se eu gostasse desse genero com certeza já estaria encomendando o meu livro, rs.

    Aguardando novas publicações amiga ! Beeeijos e saudades viu?! ;**** <3

    • Juliana abril 15, 2014

      Ahhhh amiga, esse você leria fácil, não dá taaaanto medo quanto o filme não.
      Tem muuuitas cenas de suspense e as descrições dos zumbis e de como eles agem com as vítimas é são bem detalhadas.
      Mas não é como no filme que te dá “sustos” então fica tranquila e caía de cabeça na leitura! hehe.
      Muito obrigada pelo apoio de sempre. <3
      Saudade também, mimimi. Beijão!

  • Anna Schermak abril 15, 2014

    Que resenha maravilhosa Juju! Estou louca para ler esse livro, mas acho que não vou receber da parceria com a Darkside.
    Amei as divisórias e as suas fotos estão cada vez mais lindas, acho que o contraste de toda a sua fufura com um livro assim deixou ainda mais legal!

    “Por que a vida parece ao mesmo tempo tão feia, bonita, triste e importante quando estamos vivos, e tão banal quando chegamos ao fim?” <- quero tatuar essa frase!

    • Juliana abril 15, 2014

      Ahhhh, obrigada Anna linda! Que bom! Fico muito feliz que minha “fofura” ajudou a deixar um livro de Terror ainda mais interessante, HAHAHA. É essa a ideia mesmo! 😛
      Sério? A frase é muito boa mesmo, e tem muitas outras assim no livro viu? Eu realmente adorei!

      Obrigada pela visitinha e comentário. *-*
      Beijos! <3